Hidroponia é alternativa interessante para agricultor familiar

Atualizado: 18 de Nov de 2018


Imagens: Arquivo pessoal/Sandro Spessoto

Você já ouviu falar em hidroponia? A palavra pode parecer estranha, mas dá nome a uma técnica de cultivo sem o solo, em que as raízes recebem água e nutrientes essenciais para o desenvolvimento da planta. O sistema, que geralmente utiliza canos de PVC como bandeja, economiza água, melhora a produtividade e diminui a aplicação de agrotóxicos.


As vantagens dessa técnica atraíram o produtor Sandro José Spessoto. Ele mora no município de Nova Lacerda, a 448 km de Cuiabá, e começou a plantar em abril do ano passado. À época, havia deixado o cargo de secretário municipal de agricultura e enxergou no campo uma oportunidade. Então, aproveitou a estrutura que tinha em casa – dois barracões de madeira abandonados – e decidiu arriscar.

Hoje, é professor e divide o tempo entre a sala de aula e o cultivo hidropônico. Sandro e a esposa Almerinda Spessoto produzem cerca de 80 maços de alface por dia. Enquanto ele dá aulas, na parte da tarde, Almerinda cuida da horta. O negócio tem dado tão certo que já existem planos de expandir. “Pretendo cultivar rúcula também. Temos que trabalhar com diferentes cultivares. Depende da estação do ano, do comércio local”, conta Sandro.


Além do cultivo na água, através do sistema suspenso, o agricultor familiar quer plantar algumas espécies no chão. Tudo isso para ganhar cada vez mais espaço. Até o momento toda a produção é vendida no comércio local.

Sandro é um dos associados RedeCoop. A Rede de Apoio, com atuação em diversos municípios do Mato Grosso, busca, principalmente, fortalecer cooperativas, associações e empreendimentos individuais voltados à produção e agroindustrialização de pequeno porte.


Por Glaucia Machado


© 2023 por Consultoria estratégica. Orgulhosamente criado por Wix.com